Ao aderir ao programa, a instituição elabora o perfil da organização e um plano explicitando como vai desenvolver as ações de equidade de gênero e étnicorracial

A Ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, participou, nesta quarta-feira (7/3), da solenidade de lançamento do Plano de Ação do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça do Senado.

A adesão do Senado ao programa, uma iniciativa do Governo Federal com execução da SPM, ocorreu em julho do ano passado, a partir de proposta da senadora Marta Suplicy e aprovada pela Mesa Diretora. O programa conta com o apoio da ONU Mulheres – Entidade das Nações Unidas para Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres e da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Ao aderir ao programa, a instituição elabora o perfil da organização e um plano explicitando como vai desenvolver as ações de equidade de gênero e étnicorracial.

O QUE É - O Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça reafirma os compromissos de promoção da igualdade entre mulheres e homens, inscrita na Constituição Federal de 1988. As empresa e organizações públicas e privadas desenvolvem o programa durante 12 meses (execução do Plano de Ação). Para receberem o Selo Pró-Equidade de Gênero e Raça é preciso que obtenham o mínimo de 70% de execução das ações pactuadas e qualitativamente obter um desempenho satisfatório ou muito satisfatório.

O Selo Pró-Equidade de Gênero e Raça representa o reconhecimento do trabalho feito pelas organizações no desenvolvimento cotidiano de novas concepções de gestão de pessoas e cultura organizacional para alcançarem a equidade entre mulheres e homens no mundo do trabalho, eliminando todas as formas de discriminação e evidenciando publicamente o compromisso da organização com a equidade de gênero e etnicorracial, na promoção da cidadania e a difusão de práticas exemplares no mundo do trabalho para a efetivação da equidade.

Fonte: Secretaria de Políticas para as Mulheres

No related posts.