O município de Barreira, no Ceará, está sendo o palco da VIII Semana das Águas que ocorre entre os dias18 a23. O evento é realizado pela Organização Barreira Amigos Solidários (Obas), em parceria com entidades locais e este ano aborda a temática Água que Alimenta.

A Semana das Águas em Barreira está promovendo momentos de visitas e debates voltados para o cuidado que se deve ter com a água. O objetivo é avaliar as ações desenvolvidas no âmbito dos programas de captação e acesso a água, bem como propor ações de convivência com o Semiárido aproveitando de forma sustentável o potencial existente.

Na programação está previsto um seminário, que acontece no dia 21, na comunidade Cruz, em que as famílias beneficiadas com os programas Uma Terra e Duas Águas (P1+2) e Um Milhão de Cisternas (P1MC), da Articulação no Semi-Árido Brasileiro (ASA). Essas famílias discutirão sobre o uso da água das cisternas de placas e da cisterna-calçadão, além dos outros recursos hídricos que dispõem, debatendo as estratégias de otimização de utilização da água.

Na quinta-feira (22), Dia Mundial da Água, cerca de oito ônibus com agricultores e agricultoras das cidades de Barreira e de Maciço de Baturité seguirão para Fortaleza, onde acontecerá uma grande mobilização pela convivência com o Semiárido. O momento será de defender o projeto político de convivência com o Semiárido e mostrar a toda a sociedade os resultados do P1MC e do P1+2.

Na sexta-feira (23) à tarde, a sede da Obas receberá a população de Barreira para uma palestra sobre os cuidados que se deve ter com a saúde. O momento será também de serviço. Na ocasião a população será atendida com massoterapia e outros cuidados com o corpo. Para o encerramento da Semana das Águas está planejada uma noite cultural com músicas populares e muita animação.

A Semana das Águas – a atividade acontece em Barreira desde 2005, sempre na semana em que cai o Dia Mundial da Água, dia 22 de março. A ideia de realizar a Semana surgiu partir da realização de trabalhos comunitários visando, principalmente a captação e o acesso à água, e da necessidade de refletir sobre a importância da água e da sua utilização racional.

por Rosa Nascimento – comunicadora popular da ASA, Barreira – CE

No related posts.