No dia 22 de março se comemora o Dia Mundial da Água, e a ONU pretende que, na data e no futuro, se enfatize a racionalização na produção de alimentos como forma de preservar um bem que, no futuro, será cada vez mais escasso.

Cálculos de especialistas da organização mundial estimam que 70% da água consumida no mundo se destinam à produção de alimentos, cabendo 22% à indústria e apenas 8% ao consumo humano. Mesmo com os habitantes do planeta gastando menos de 10% de seus recursos hídricos, 900 milhões dos 7 bilhões de terráqueos não têm atualmente acesso ao mínimo diário para sua subsistência — que varia, conforme a região e o clima, entre 20 e50 litros.

A coisa vai piorar no futuro: dois terços da população mundial terão acesso limitado à água em 2025 se não houver uma mudança generalizada de hábitos e, sobretudo, não se racionalizar a produção de alimentos. Para se ter uma ideia do que se gasta no setor, são necessários 7 mil litros de água para produzir um quilo de carne e para colocar no prato um alimento de vasto consumo, como arroz, gasta-se entre mil e 3 mil litros por cada quilo.

Até quando?

Fonte: Coluna do Ricardo Setti, da revista Veja

No related posts.