Os assassinatos de jovens aumentaram 580% nos últimos dez anos. No Brasil, 32 jovens de até 19 anos são assassinados todos os dias

Todos os anos em comemoração ao seu aniversário de fundação, 12 de novembro de 1956, a Rede Cáritas Brasileira promove a Semana da Solidariedade. De 5 a 12 de novembro diversas ações ocorrem em comunidades, paróquias, dioceses e regionais da Cáritas em todo Brasil com o objetivo de evidenciar e fomentar a cultura da solidariedade em prol das pessoas em situação de exclusão social.

Este ano, como o tema Juventude, desenvolvimento e solidariedade, a Rede Cáritas, além de denunciar dados alarmantes da violência contra a juventude Brasileira, também quer estimular ações que gerem solidariedade com milhões de jovens vítimas da violência.

Os jovens que tem a vida ameaçada e exterminada é o ponto forte da Semana da Solidariedade 2012. De acordo com o Mapa da Violência, desenvolvido pelo Instituto Sangari com dados do Ministério da Justiça, no Brasil, 75% dos jovens vítimas de mortes violentas são negros e do sexo masculino. Outra cruel realidade como o trabalho escravo atinge grande parte dos adolescentes e jovens. Já o suicídio afeta, principalmente, a juventude indígena.

Alessandra Miranda, assessora nacional de Juventudes da Cáritas Brasileira, ressaltou que “refletir sobre a violência na perspectiva do cuidado da defesa da vida da pessoa humana e, principalmente, daqueles e daquelas que têm seus direitos negados e usurpados é o lugar da solidariedade na defesa da vida, da vida das juventudes.”

por Thays Puzzi, assessora de Comunicação da Cáritas Brasileira / Secretariado Nacional

No related posts.