A Arquidiocese de Passo Fundo (RS) realizou nesta quarta-feira (13) o lançamento da Campanha da Fraternidade de 2013 e a divulgação da Coleta da Solidariedade de 2012. A campanha é promovida anualmente pela CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e tem como objetivo a reflexão sobre um tema pertinente, relacionado sempre as realidades sociais. Este ano a CF tem como tema “Fraternidade e Juventude” e lema a frase “Eis-me aqui, envia-me.” (Is 6, 8).

Para Dom Antônio Carlos Altieri, arcebispo de Passo Fundo, a juventude é preocupação constante da Igreja e da sociedade, porque não é permanente, é uma fase transitória. “Cada momento temos um grupo novo de jovens que vive uma realidade diversa e que tem que enfrentar os diversos desafios que a sociedade vai colocando.” D. Altieri destaca que, sobretudo desde o Concílio Vaticano II, a Igreja quer estar inserida e presente na caminhada do povo. Nesse processo, a Campanha da Fraternidade quer chamar as atenções para os jovens, a fim de proporcionar sua valorização e para que a juventude se torne protagonista nos diversos espaços onde está inserida – sejam sociais ou eclesiais.

A Campanha da Fraternidade, além de proporcionar debates, reflexões e construção de propostas, busca especialmente provocar o desenvolvimento de ações práticas nas áreas da temática proposta. Um dos meios onde a campanha se concretiza na realidade social é através do apoio a projetos comunitários pelos fundos de solidariedade.

A principal forma de arrecadação para estes fundos é a Coleta da Solidariedade, realizada no Domingo de Ramos em todo o Brasil. O recurso arrecadado é distribuído entre o Fundo Nacional de Solidariedade – 40%, o Fundo Estadual de Solidariedade – 10%, e os Fundos de Solidariedade das Dioceses e Arquidioceses do país – 50%.

Nesta manhã foi também realizada a prestação de contas da Coleta da Solidariedade de 2012, referente ao Fundo de Solidariedade da Arquidiocese de Passo Fundo. O FDS formado há 12 anos, já beneficiou 158 projetos nos 47 municípios que abrange. Segundo Luiz Costella, representante da Cáritas Arquidiocesana no Conselho do FDS, apenas em 2012 foram mais de 2600 pessoas beneficiadas através de 16 projetos.

Além das diversas iniciativas apoiadas durante o ano, o FDS escolhe uma ação diretamente ligada ao tema da Campanha da Fraternidade como gesto concreto. Em 2013, o Fundo apoiará dois projetos nesta perspectiva: o Transformação em Arte, desenvolvido em Passo Fundo e o Lar da Criança Primo e Palmira Pandolfo, de Guaporé.

Luiz Costella explica que o projeto Transformação em Arte desenvolve diversas oficinas educativas e inclusivas com 50 crianças e adolescentes. “O apoio do FDS se dá especialmente para a continuidade e melhoria das atividades já desenvolvidas. É um projeto de prevenção e de construção de cidadania para adolescentes e jovens”, acrescenta.

Já o Lar da Criança Primo e Palmira Pandolfo atende 100 meninas, crianças e adolescentes, em turno inverso ao escolar, buscando a capacitação e inclusão destas jovens. “O Fundo de Solidariedade busca garantir a concretização de novos projetos, como jogos pedagógicos e educação física, que o lar pensa em implantar”, conclui Costella.

Finalizando o momento de Lançamento da CF 2013 e divulgação da Coleta da Solidariedade, Dom Liro Vendelino Meurer, bispo auxiliar de Passo Fundo, ressaltou a importância de realizações concretas também no sentido de propiciar aos jovens formações que possam qualificá-los para as diversas experiências que vivencia, tanto na sociedade quanto na Igreja.

por Victória Holzbach, assessora de Comunicação da Cáritas Arquidiocesana de Passo Fundo (RS)

No related posts.