Todos os anos, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), sob a coordenação da Cáritas Brasileira, promove a Coleta Nacional da Solidariedade que ocorre nas dioceses, igrejas, paróquias e comunidades de todo o país. A coleta é realizada no Domingo de Ramos, dia em que os fiéis doam recursos financeiros que são destinados aos Fundos Nacional e Diocesanos de Solidariedade.

Os fundos são compostos da seguinte maneira: 60% do total da coleta permanecem na diocese de origem e compõem os Fundos Diocesanos de Solidariedade (FDS). Os recursos são destinados ao apoio de projetos sociais da própria comunidade diocesana. Os 40% dos recursos restantes compõem o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) que são revertidos para o fortalecimento de projetos sociais em todo o Brasil.

Coordenado pela Cáritas Brasileira, em 2012, o Fundo Nacional de Solidariedade arrecadou R$ 5.449.723,13 e apoiou 245 projetos em todo o país. Nos últimos cinco anos, 1.142 projetos foram apoiados pelo Fundo Nacional.

Prestação de contas 2012

(clique na imagem para ampliar)

Os Fundos de Solidariedade estão ligados à superação de ações assistencialistas junto a comunidades empobrecidas. Trata-se de uma importante ferramenta de emancipação cidadã, visto que tem como objetivo fomentar o desenvolvimento comunitário com base nas necessidades, práticas e culturas locais.

por Thays Puzzi, assessora de Comunicação da Cáritas Brasileira / Secretariado Nacional

No related posts.