Cerca de 400 jovens participaram, na noite de ontem (22), da Celebração Eucarística de abertura da Tenda das Juventudes, atividade oficial da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) que ocorre no Rio de Janeiro (RJ). Com o tema “A Juventude quer Viver”, a tenda é um espaço de acolhida, formação, debate e troca de experiências entre milhares de jovens de várias partes do mundo que contou também com a participação da delegação da Cáritas Brasileira.

Presidida pelo padre Geraldo Nascimento, a celebração deu início ao debate sobre a realidade da juventude latino-americana. Em sua homilia, padre Geraldo lembrou que nos últimos dez anos, mais de 1 milhão e 900 mil jovens foram vítimas de homicídio somente no Brasil. Por isso, a tenda tem como proposta ouvir e dar voz a juventude para sensibilizar mais pessoas para o engajamento na discussão sobre a banalização da violência e a defesa da vida dos jovens.

De acordo com Thiesco Crisóstomo, secretário nacional da Pastoral da Juventude (PJ), é esperado diariamente na local entre 800 e 1200 jovens que participarão das mesas de debate. Os eixos temáticos que nortearão as discussões na tenda até a próxima sexta-feira (26) são: “Direitos da Juventude”, “Sociedade e Novas Relações”, “Dimensão Eclesial” e “Comunicação e Cultura”. Hoje, dois painéis são parte da programação. Às 10h o tema será “A juventude quer viver”, e às 13h30 “Justiça e Transição.”

Além das mesas de discussão temáticas, a Tenda das Juventudes conta com o Santuário dos Mártires, um espaço que, segundo Thiesco, faz memória aos homens e mulheres que tombaram na luta por uma sociedade mais justa, igualitária e plural. “Muitos jovens não conhecem os mártires da nossa caminhada. Este espaço é para provocar a juventude a conhecê-los”, afirmou o secretário. Ao final da celebração, padre Geraldo convidou todos os presentes a fazer uma procissão até o Santuário. Lá, com muitos cantos que deram o tom de toda a noite, foi encerrada a celebração de abertura da Tenda das Juventudes.

Marcha Mundial “a juventude quer viver”

Foi confirmada a realização da Marcha Mundial “a juventude quer viver” que será a atividade de encerramento da Tenda. A marcha será na próxima sexta-feira (26) e, de acordo com Thiesco, deve reunir cerca de 50 mil pessoas.

“Nossa pauta é a defesa da vida das juventudes. Na marcha daremos dois gritos: um contra a redução da maioridade penal, e outro contra o extermínio dos jovens”, salientou. A concentração será no Arpoador a partir das 13h30. De lá, a marcha segue até Copacabana.

A Tenda das Juventudes é organizada pela Cáritas Brasileira, Pastoral da Juventude (PJ), Juventude Franciscana (Jufra), Centro de Formação, Assessoria e Pesquisa em Juventude (Cajueiro), Rede Ecumênica da Juventude (Reju), Irmandade dos Mártires da Caminhada e Setor Pastoral da PUC/RJ. A atividade ocorre na Paróquia Santa Bernadete, na Avenida dos Democráticos, 896, no bairro Higienópolis.

por Thays Puzzi, assessora de Comunicação da Cáritas Brasileira | Secretariado Nacional – Foto: Nando Zamban

No related posts.